top of page

Leitura colaborativa - trabalhando a revisão de textos

Atualizado: 28 de ago. de 2021

Uma atividade que gosto bastante de fazer nas aulas de produção de texto é a leitura colaborativa. Na minha escola, demos esse nome à atividade em que um aluno ou aluna revisa e comenta o texto do colega. Em inglês, esse tipo de trabalho é chamado de peer review, que pode ser traduzido por revisão por pares.


É uma atividade bem interessante, pois trabalha várias habilidades, como:

  • Os alunos e alunas aprendem a ter mais respeito pelo trabalho realizado pelos colegas e também a escrever mensagens respeitosas aos outros, mesmo que o conteúdo dessas mensagens traga críticas negativas;

  • Desenvolvimento do olhar crítico dos estudantes, já que eles vão ler o texto dos outros com o objetivo de identificar tarefas que não foram cumpridas e trechos com problemas;

  • Ao ler um bom texto, eles aprendem a comparar este com o texto que eles mesmo escreveram, vendo o que pode ser melhorado no seu trabalho;

  • É um bom treino para identificar problemas de ortografia e acentuação, o que vai ajudá-los na hora de revisar o próprio texto.


Além disso, essa é uma maneira de todos os alunos terem seus textos revisados e comentados por alguém, pois às vezes é impossível para nós, professores, lermos todos esses textos antes da correção. Para mim, é muito importante que os alunos recebam esses comentários e possam corrigir/melhorar o seu texto antes de eles serem corrigidos, pois esse processo de escrita e reescrita contribui muito para o progresso deles na produção de texto. O aprendizado da produção de texto acontece muito mais antes da nota do que depois.


Como eu organizo a atividade?

Depois que os alunos e alunas finalizam a primeira versão do texto, esse rascunho será lido, revisado e comentado por algum colega da turma. Eu junto os alunos em pares, às vezes um revisa o trabalho do outro, mas às vezes eu faço essa distribuição num "esquema de corrente": um aluno revisa o trabalho do outro que revisa o trabalho do outro que revisa o trabalho do outro... até fechar o círculo. O critério que eu uso para juntar as duplas pode variar também: às vezes coloco juntos estudantes que têm o mesmo nível de escrita, mas às vezes coloco um aluno com mais dificuldade junto com um aluno que é muito dedicado ou escreve muito bem para que ele receba uma revisão mais detalhada. Recomendo que você teste todas as possibilidades para ver o que funciona melhor com suas turmas.


Cada estudante recebe o rascunho do texto junto com um formulário de leitura colaborativa que deve ser preenchido - você pode baixá-lo no final deste post. Eu leio o formulário com eles e explico cada uma das perguntas. Eu já fiz essa atividade diversas vezes presencialmente e também fiz agora, durante as aulas online, e funcionou.


No modo online, é preciso fazer algumas mudanças na organização:

  1. Eu crio um Google Docs onde coloco a proposta de produção de texto, a rubrica de correção (que eu vou usar para avaliar os texto), o espaço onde o aluno escreverá o texto e, no final, o formulário de leitura colaborativa;

  2. Coloco esse Google Docs numa pasta (faço uma pasta por turma), compartilho a pasta com a turma e peço para cada aluno fazer uma cópia e colocar seu nome como nome do Docs;

  3. No dia da Leitura Colaborativa, eu mostro quais são as duplas de revisão e cada estudante deve entrar na pasta e achar o texto que será revisado;

  4. O bom do ambiente virtual é que fica mais fácil destacar os textos (dá pra usar diversas cores) e também inserir comentários (alguns alunos comentaram MUITO o texto do colega, foi bem legal!)

  5. Depois de ler e fazer anotações no texto, eles devem preencher o formulário no final do Google Docs.

O formulário que vou compartilhar com vocês foi elaborado para a proposta abaixo: produção de uma narrativa de memória sobre a pandemia de covid-19.

Eu preparei para vocês três versões do formulário: duas para imprimir (uma colorida e uma preto e branco) e outra para usar online. Vejam que há perguntas sobre proposta, tema e gênero, ou seja, essas perguntas precisam ser atualizadas de acordo com o texto que os alunos estão produzindo.



Caso você dê aulas para séries mais iniciais, como 5º ou 6º ano (não sei se rola fazer essa atividade com séries anteriores), seria melhor indicar de maneira mais específica quais problemas de registro os alunos devem procurar nos textos, porque eles não vão dar conta de procurar/achar todos os erros. Por exemplo, se você trabalhou uso de vírgula recentemente, foque nisso, peça para os alunos acharem problemas de vírgula. Se você está trabalhando acentuação, então é melhor que os alunos foquem a revisão neste aspecto.


Também é muito essencial ter uma conversa séria com os alunos antes de fazer a leitura colaborativa, para discutir a importância da atividade: cada aluno e aluna deve saber que será responsável por ajudar os colegas a melhorarem o texto e essa é uma função muito séria. Por isso, todos devem ler o texto com seriedade (sem piadinhas e gracinhas), devem fazer a revisão com muito cuidado e se dedicar demais na hora de escrever os comentários sugerindo melhorias. No geral, a atividade dá muito certo, a maioria dos estudantes leva o trabalho muito a sério e é nítido que houve uma melhora da qualidade dos textos que chegam às minhas mãos para correção. No caso dos estudantes que não fazem a atividade como foi proposto ou como era esperado, eu peço para fazer tudo de novo!


Essa atividade pode ser feita em 1 aula de 45 minutos. Na primeira ou segunda vez, ela é um pouco caótica, porque os alunos ficam inseguros na hora de corrigir o texto do colega e chamam a professora o tempo todo. Mas, depois que eles pegam o jeito, dá certo demais! Como fazemos essa atividade em todas as séries a partir do 6º ano, os alunos que chegam ao 8º ano já estão craques em revisão ;)


2 comentários

2 Comments


Manu Novelli
Manu Novelli
Jan 20, 2022

Obrigada por compartilhar esse trabalho incrível!!!

Like

Que trabalho maravilhoso! Obrigada por compartilhar!

Like
bottom of page