top of page

Proposta de redação - Travessia e deepfake

Deepfake, novela da Globo e aula de português podem parecer três ideias de universos bem diferentes e são mesmo. Mas é possível conectá-las e elaborar uma atividade muito legal!


Vamos partir da nova novela das 9 da rede Globo, Travessia. A ideia é trazer para aula algo que tem circulado muito na mídia, então mesmo que os alunos não sejam noveleiros, certamente entraram em contato com temática inicial abordada na obra.



Você conhece a história de Travessia?


Escrita por Glória Perez, Travessia é a nova novela da Globo e vai contar a história de Brisa, a personagem de Lucy Alves que verá sua vida virar de cabeça para baixo ao ser vítima de uma deepfake.

Essa deepfake retratada na ficção é baseada na história de Fabiane Maria de Jesus. Alguns dias atrás, o Fantástico fez uma reportagem contando a história de Fabiane e mostrando sua conexão com a telenovela. Clique aqui para assistir à reportagem.


A reportagem levanta vários debates interessantes que podemos levar para nossa sala de aula. Podemos discutir, por exemplo, sobre a circulação desse tipo de conteúdo e também sobre a violência.

 

ATENÇÃO!!! Assista à reportagem e avalie se é adequada ao seu contexto escolar. Apesar de ser uma matéria de acesso livre e televisionada em âmbito nacional, a temática é sensível. Então, é fundamental que você avalie conforme a sua realidade de trabalho.

 

Travessia na sala de aula


Ainda existe muito preconceito quando propomos levar para a sala de aula algo popular como uma telenovela. Parece que sempre tem um fiscal da erudição a postos para apontar o dedo!


A novela faz parte da cultura nacional, então mesmo quando não somos noveleiros de carteirinha, muito provavelmente saberemos em linhas gerais quais temáticas ou o enredo central das principais novelas. Então, trazê-las para sala de aula é dar espaço a discussões e debates que já circulam no dia a dia.


Outro ponto importante é que não estamos propondo que se empregue todo o tempo da aula vendo novela! Veja a sequência a seguir!!!



Debate e produção de texto


Inicie explicando o que são fakenews e deepfakes. Também abra espaço para que os alunos compartilhem o que sabem sobre a temática. Depois, veja com a turma a reportagem do Fantástico.


A partir da reportagem é possível propor diversas reflexões. Por exemplo:

  • Qual é o poder de uma deepfake/fakenews?

  • Quais mecanismos estão envolvidos na circulação desse tipo de conteúdo?

  • Quais são as possíveis consequências desse processo de disseminação?

  • Por que é tão difícil combater esse tipo de conteúdo?

  • É possível conectar o aumento da circulação de deepfakes/fakenews com a escalada da violência?

  • Por que parte da sociedade faz justiça “com as próprias mãos”?


Formule questionamentos conforme julgue interessante conduzir o debate. Também é importante dar concretude a toda essa conversa. Além da atividade oral, propomos duas opções de produção escrita.


Clique aqui para baixar uma proposta de artigo de opinião sobre deepfake/fakenews.


E clique aqui para baixar uma proposta modelo ENEM sobre fazer justiça com as próprias mãos.


As duas propostas estão completinhas! É só clicar e baixar para usar nas suas aulas.


Siga nosso perfil no Instagram. Lá você encontra mais sugestões de atividades e leituras, além de lives sobre teoria e práticas pedagógicas - clique aqui.
0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page