top of page

O menino Nelson Mandela [resenha e sugestões de atividades]

Atualizado: 23 de mai. de 2023

Acredito que todo mundo já ouviu falar de Nelson Mandela: ativista contra o Apartheid na África do Sul, passou 27 anos preso antes de se tornar o primeiro presidente negro democraticamente eleito do país. Na biografia "O menino Nelson Mandela", a jornalista italiana Viviana Mazza conta a história de vida deste que é, reconhecidamente, um dos maiores líderes políticos que o mundo já teve. Viviana ficou conhecida ao publicar umas das primeiras biografias da Malala e este livro sobre Rolihlahla, nome oficial de Mandela, é a segunda biografia escrita por ela.

Siga nosso perfil no Instagram. Lá você encontra mais sugestões de leitura e atividades, além de lives sobre teoria e práticas pedagógicas - clique aqui.

Para escrever o livro, Viviana se valeu da autobiografia escrita pelo próprio Mandela (chamada "Longa Caminhada") e também viajou até Qunu, onde ele nasceu e viveu, e conversou com pessoas que conviveram ou conheceram Mandela pessoalmente.

Um dos diferenciais deste livro é que ele foca mais na infância e na adolescência de Mandela, partes menos conhecidas de sua história de vida. Ao falar desses momentos, a autora deixa claro ao leitor a intensa desigualdade social existente no país, mesmo antes do Apartheid, onde brancos viviam em centros urbanos desenvolvidos e a população negra ainda se encontrava em pequenas vilas sem água encanada e energia elétrica e com pouco (ou nenhum) acesso à educação. Essa desigualdade fica clara quando, por exemplo, ela conta que Mandela ganhou seu primeiro par de sapatos quando já era adolescente e estava prestes a ingressar no colégio missionário de Clarkebury.


Na vida adulta, conhecemos um Mandela que não tem dinheiro suficiente para alugar um bom apartamento e acaba morando em um quarto sem água, sem luz e sem aquecimento. Foi ainda na juventude que ele iniciou sua atuação política e participação em protestos por igualdade racial. O livro narra, já com menos detalhes, seus casamentos, nascimentos dos filhos, protestos, fugas e prisões até chegar no último julgamento que o manteve preso por 27 anos. Mandela foi solto apenas em 1990, 3 anos depois ganhou o Prêmio Nobel da Paz, juntamente com o presidente da África do Sul no momento (Frederik de Klerk); e, em 1994, foi eleito presidente do país.


A narrativa do livro também foi construída de maneira bem interessante. Ela começa com vovó Nombulelo - personagem ficcional inspirada numa anciã que Viviana conheceu em Qunu - contando aos netos alguns contos tradicionais africanos. Chega a hora de dormir e as crianças insistem para ela contar outra história. Nombulelo, então, começa a contar a história de Rolihlahla - que recebe o nome Nelson de uma professora branca logo após entrar na escola. A narrativa intercala momentos de conversa entre a vovó Nombulelo e seus netos (trechos esses escritos em itálico) e a narração da vida de Mandela - começando quando ele tinha 8 anos de idade. Essa narrativa dupla dificulta um pouco a compreensão do livro no início, por isso recomendo que o/a professor/a faça a leitura de alguns capítulos em sala de aula para ajudar os alunos a entenderem como as duas narrativas se articulam.


Embora a Editora Melhoramentos recomende o livro para os 8º e 9º anos, eu acho que estudantes do 9º ano podem achar a história um pouco infantil - já que ela tem mesmo o foco no Mandela menino. Penso que o livro é mais adequado para 7º e 8º anos e acredito que também possa ser lido pelo 6º ano, mas neste caso a maior parte da leitura precisa ser feita em sala de aula com o acompanhamento do docente.


Com base na minha leitura e também no material para o professor divulgado pela editora, pensei em algumas atividades que podem ser desenvolvidas durante a leitura do livro.


ATIVIDADES QUE PODEM SER FEITAS EM SALA DE AULA

1. Análise da capa

A capa desse livro foi muito bem feita e tem várias mensagens implícitas, então seria interessante fazer uma análise dessa capa antes de iniciar a leitura. Depois, durante a leitura, recomendo voltar para a capa, pois ela retoma alguns elementos presentes no poema que um dos filhos do Mandela escreveu para o pai - o poema está na p. 117 do livro. Outra coisa legal de se analisar na capa - e aí entra até um trabalho interdisciplinar com Inglês - é o uso das cores para destacar as palavras MEN, SON, MAN dentro do título do livro. Por que essas palavras ganharam destaque? De que maneira se conectam com a história de vida de Mandela? Essas atividades estão de acordo com a habilidade EF89LP37 da BNCC.

EF89LP37 - Analisar os efeitos de sentido do uso de figuras de linguagem como ironia, eufemismo, antítese, aliteração, assonância, dentre outras.

2. Questões de linguagem

O livro permite a realização de análises linguísticas a partir de diversas perspectivas. É possível analisar trechos com linguagem poética e figuras de linguagem. É possível analisar a importância da autora ter inserido/mantido algumas palavras na língua falada pela etnia xhosa, a qual Mandela pertence. Outra análise importante de ser feita é o uso do recurso gráfico do itálico para separar as duas narrativas presentes no livro.


3. Análise histórica

Esse livro permite a construção de várias atividades junto com a disciplina de História, para trabalhar principalmente a questão do Apartheid, a segregação racial em outros lugares do mundo e de que maneira a ONU e outros países se articularam e se posicionaram contra o que acontecia na África do Sul. É possível conectar essa discussão com questões contemporâneas, afinal a população palestina também passa por leis segregacionistas impostas pelo Estado de Israel. Essas atividades estão de acordo com a habilidade EF69LP30 da BNCC.

EF69LP30 - Comparar, com a ajuda do professor, conteúdos, dados e informações de diferentes fontes, levando em conta seus contextos de produção e referências, identificando coincidências, complementaridades e contradições, de forma a poder identificar erros/imprecisões conceituais, compreender e posicionar-se criticamente sobre os conteúdos e informações em questão.

Importante destacar que a leitura dessa obra na escola atende aos requisitos da Lei 11.645/2008 que torna obrigatória a inclusão da História e da Cultura Afro-brasileira e Indígena nos currículos das escolas brasileiras.


No link a seguir, você pode baixar o manual do professor divulgado pela Editora Melhoramentos.

O menino Mandela - manual do prof
.pdf
Fazer download de PDF • 2.68MB
Siga nosso perfil no Instagram. Lá você encontra mais sugestões de leitura e atividades, além de lives sobre teoria e práticas pedagógicas - clique aqui.

Assista à vídeo-aula disponibilizada pela própria editora, com análise do livro e sugestões de outras atividades.

 

Na seção PARA LER NA ESCOLA, você vai sempre encontrar resenhas de livros literários (também conhecidos como paradidáticos) que são adequados para ler com os alunos do Ensino Fundamental 2. Também haverá sugestões de atividades, exercícios e temas que podem ser trabalhados com os alunos durante a leitura.

 

O MENINO NELSON MANDELA

Viviana Mazza, tradução de Silvana Cobucci Leite

Lançado em 2017, 168 p.

Editora Melhoramentos


É pelo ritmo da voz de vovó Nombulelo que a história de Mandela ganha vida: suas raízes, seus contos favoritos, as brincadeiras inesquecíveis que fizeram parte de sua infância simples nos campos de sua terra natal e o despertar para os ideais de igualdade e democracia que marcaram permanentemente a vida do ativista que passou 27 anos na prisão por um sonho de liberdade.

O Menino Nelson Mandela é uma biografia romanceada que aborda com leveza assuntos como opressão, racismo e segregação e narra a trajetória da figura mítica do primeiro presidente negro da África do Sul, entremeada pela visão de mundo do homem cuja luta pôs fim ao apartheid e devolveu a esperança e a liberdade a toda uma nação. Mandela, é, acima de tudo, o líder de um povo que aprendeu a perdoar.


Indicado para: 8º e 9º anos (segundo indicação da editora)

Temas: apartheid, conflitos da adolescência, desigualdade social, liberdade, pluralidade cultural, racismo, sociedade e política.

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page