top of page

Capitães da areia [Resenha e Plano de aula]

Atualizado: 1 de jul. de 2023

Hoje venho aqui com um texto sobre esse livro que é muito lido nas escolas: "Capitães da areia", de Jorge Amado. Escrito em 1937, este livro de quase 100 anos ainda é assustadoramente atual. Nele, Jorge Amado conta a história de um grupo de adolescentes, em sua maioria órfãos, que vivem no trapiche em Salvador e sobrevivem de pequenos roubos e armações. É uma obra que traz um retrato real e cru da pobreza, do abandono e da desigualdade do país e que humaniza as crianças que moram nas suas; sem, no entanto, romantizá-las, infantilizá-las.

Siga nosso perfil no Instagram. Lá você encontra mais sugestões de leitura e atividades, além de lives sobre teoria e práticas pedagógicas - clique aqui.

É um livro complexo, que aborda uma infinidade de temas, desde o abandono de crianças até saúde pública (na época em que a história se passa, a cidade de Salvador foi assolada pela varíola). Além disso, como os personagens são adolescentes, há uma grande identificação entre os alunos e esses personagens - o que também gera certo choque, porque é uma realidade muito diferente da maioria dos estudantes (ao menos dos meus alunos, no caso).


Eu amei ler esse livro e trabalhá-lo em sala de aula. Os alunos se engajaram na leitura e nas atividades, tivemos excelentes discussões ao longo da leitura. No entanto, deixo aqui um aviso: o livro tem uma cena de estupro e, depois, uma cena de sexo entre dois personagens adolescentes (sendo esta segunda mais metafórica que a primeira). Sei que isso pode ser problemático em algumas escolas, o que é uma pena, pois esses momentos da história possibilitam discussões sobre temas importantes, como consentimento, estupro de vulnerável e violência contra mulheres.


Eu li este livro com meus alunos do 9º ano. Fizemos a leitura ao longo de 7 semanas e compartilharei aqui com vocês as discussões e atividades que fiz em cada semana. Várias dessas atividades foram retiradas e/ou adaptadas dessa Sequência didática elaborada pela Norma S. Goldstein e disponibilizada no site da editora Companhia das Letras. É um material MUITO bom, recomendo demais a leitura.


Capitaes da Areia - sequencia didatica
.pdf
Fazer download de PDF • 7.32MB

PRIMEIRA AULA

Duração: 2 aulas de 45 minutos.


1. Este é o dia em que entrego o livro aos alunos. Sempre começo com a apresentação do autor. Acho muito importante dar visibilidade aos escritores, mostrar qual é a cara por trás daquele livro. Quando possível, também mostro alguma entrevista ou vídeo do escritor(a). Recomendação de vídeo.


2. Depois, em dupla/trio, os alunos fazem a leitura do início do livro, onde há algumas cartas que supostamente foram publicadas no Jornal da Tarde. Após a leitura, eles respondem a uma lista de exercícios cujo objetivo é que eles analisem o conteúdo de cada carta e a forma como elas foram usadas pelo Jornal da Tarde para construir a imagem dos capitães. Normalmente não compartilho as atividades no blog, para evitar que os alunos as encontrem online, mas esta aqui propõe uma análise bem diferente, então decidi postar aqui, vocês podem baixá-la no link a seguir:



Como tarefa de casa, peço para eles escolherem um personagem do livro e anotarem informações que são importantes para a construção desse personagem: características físicas e psicológicas, história de vida, pensamentos, comportamentos etc.



SEGUNDA AULA

Duração: 1 ou 2 aulas (depende do engajamento dos alunos e alunas na discussão)

Em casa: leitura dos capítulos O trapiche / Noite dos capitães da areia / Ponto das Pitangueiras


1. Eu sempre começo a aula perguntando aos alunos o que eles estão achando da leitura. Acredito que a formação de leitores é um dos principais objetivos do trabalho com livros literários no Ensino Fundamental, por isso gosto de incentivar nos alunos esse gosto por compartilhar a leitura e fazer comentários avaliativos e afetivos sobre o livro.


2. Após essa discussão inicial, eu retomo a atividade da aula anterior e discuto algumas questões como o posicionamento do jornal, a parcialidade e manipulação de informações.


3. Assistimos ao trailer do filme e, por último, os alunos preenchem um Jamboard com as informações que eles anotaram sobre os personagens - eu crio um mural pra cada personagem no Jamboard. Essa atividade é importante para ajudar os alunos a organizar essas informações já que nessa parte da leitura eles são apresentados a muitos personagens diferentes - e também aproveito para verificar quem está fazendo as anotações que eu pedi.



TERCEIRA AULA

Duração: 1 aula

Em casa: leitura do capítulo "As Luzes do Carrossel"


1. Como sempre, começo a aula perguntando aos alunos o que eles estão achando da leitura e se tem alguma dúvida ou comentário sobre o livro.


2. Assistimos à cena do carrossel - que é linda e muito importante para a história e para a construção dos personagens. Veja abaixo:



3. Por último, os alunos respondem a uma lista de exercícios com perguntas sobre o trecho lido e escrevem um breve texto analisando a cena do carrossel. Como esse texto é bem pessoal, essa é uma atividade que os alunos fazem individualmente.


QUARTA AULA

Duração: 1 ou 2 aulas (depende do engajamento dos alunos e alunas na discussão)

Em casa: leitura dos capítulos Docas / Aventura de Ogum / Deus sorri como um negrinho / Família / Manhã como um quadrado


1. Como sempre, começo a aula perguntando aos alunos o que eles estão achando da leitura e se tem alguma dúvida ou comentário sobre o livro.


2. Nesta aula, é importante falar de dois temas que aparecem nos capítulos lidos

  • consentimento, violência sexual e estupro de vulnerável: pois em um dos capítulos há um estupro; e

  • sincretismo religioso: há personagens envolvidos com questões religiosas e vemos a presença de duas religiões na vida dos capitães - o catolicismo e as religiões de matriz africana.

3. Por último, em dupla/trio, os alunos respondem a uma lista de exercícios com perguntas sobre o enredo e a linguagem.



QUINTA AULA

Duração: 1 ou 2 aulas (depende do engajamento dos alunos e alunas na discussão)

Em casa: leitura dos capítulos Alastrim / Destino / Filha de bixiguento / Dora-mãe


1. Como sempre, começo a aula perguntando aos alunos o que eles estão achando da leitura e se tem alguma dúvida ou comentário sobre o livro.


2. Nesses capítulo, a presença do padre José Pedro é bem importante. Então, além de discutir um pouco o papel desse personagem, nós estabelecemos algumas conexões entre ele e o padre Júlio Lancelotti.


SEXTA AULA

Duração: 1 ou 2 aulas (depende do engajamento dos alunos e alunas na discussão

Em casa: leitura dos capítulos Dora, irmã e noiva / Reformatório / Orfanato / Noite de grande paz / Dora esposa / Como uma estrela de loira cabeleira


1. Como sempre, começo a aula perguntando aos alunos o que eles estão achando da leitura e se tem alguma dúvida ou comentário sobre o livro.


2. Por último, em dupla/trio, os alunos respondem a uma lista de exercícios com perguntas sobre o enredo e a linguagem.



SÉTIMA AULA

Duração: 3-4 aulas

Em casa: finalização da leitura


1. Fazemos a discussão final do livro, retomando principalmente o desfecho de cada personagem.


2. Depois, eu apresento a proposta da atividade final, que é a produção de uma linha do tempo multissemiótica que conte a história de vida do personagem escolhido por meio de imagens, músicas e relato oral.


Os alunos tiveram 3 aulas para escrever o roteiro do relato oral e planejar a linha do tempo. Eles fizeram a gravação do relato em casa e montaram a linha do tempo no Padlet. O resultado final foi incrível, os alunos se empenharam muito na escrita e gravação dos relatos, foi um trabalho muito bonito de ouvir e gostoso demais de avaliar.


*na linha do tempo, os itens com o fone de ouvido são os áudios em que a aluna traz os relatos exigidos pela proposta.


Espero que tenham gostado das sugestões de materiais e atividades!


Siga nosso perfil no Instagram. Lá você encontra mais sugestões de leitura e atividades, além de lives sobre teoria e práticas pedagógicas - clique aqui.


 

Na seção PARA LER NA ESCOLA, você vai sempre encontrar resenhas de livros literários (também conhecidos como paradidáticos) que são adequados para ler com os alunos do Ensino Fundamental 2 e do Ensino Médio. Também haverá sugestões de atividades, exercícios e temas que podem ser trabalhados com os alunos durante a leitura.

 

Capitães da areia

Jorge Amado

Lançado em 1937, 296 p.

Editora Companhia das letras


Desde o seu lançamento, em 1937, Capitães da Areia causou escândalo: inúmeros exemplares do livro foram queimados em praça pública, por determinação do Estado Novo. Ao longo de sete décadas a narrativa não perdeu viço nem atualidade, pelo contrário: a vida urbana dos meninos pobres e infratores ganhou contornos trágicos e urgentes.

Várias gerações de brasileiros sofreram o impacto e a sedução desses meninos que moram num trapiche abandonado no areal do cais de Salvador, vivendo à margem das convenções sociais. Verdadeiro romance de formação, o livro nos torna íntimos de suas pequenas criaturas, cada uma delas com suas carências e suas ambições: do líder Pedro Bala ao religioso Pirulito, do ressentido e cruel Sem-Pernas ao aprendiz de cafetão Gato, do sensato Professor ao rústico sertanejo Volta Seca. Com a força envolvente da sua prosa, Jorge Amado nos aproxima desses garotos e nos contagia com seu intenso desejo de liberdade.


Indicado para: 9º ano e Ensino Médio

Temas: abandono infantil, desigualdade social, romance de formação, romance social, sincretismo religioso, violência de gênero.

Posts Relacionados

Ver tudo

1 Comment


Andrea Mappa
Andrea Mappa
Aug 04, 2022

Parabéns pelo riquíssimo trabalho!

Like
bottom of page