top of page

A bailarina fantasma [resenha]

Atualizado: 23 de mai. de 2023

Neste texto, você vai conhecer um pouco melhor o livro "A bailarina fantasma", escrito por Socorro Acioli e parte da série "Anabela em Quatro Atos", e espero convencê-lo(a) a adotar esta leitura para suas aulas.


Começo falando sobre o projeto gráfico do livro que é lindo demais e foge do padrão "página branca com texto em preto". O livro também tem ilustrações muito bonitas e é dividido de uma maneira menos tradicional: ao invés de capítulos, temos atos - no total, são 3. Isto porque a história se passa no Theatro José de Alencar, em Fortaleza, e a autora utilizou essa divisão que é típica das peças de teatro e espetáculos de dança.



O livro narra a história da adolescente Anabela, que vive apenas com o pai, pois sua mãe faleceu quando ela tinha 7 anos. Marcelo, seu pai, é arquiteto e vai trabalhar na reforma do Theatro José de Alencar. Ao acompanhar o pai na última apresentação antes da reforma, o espetáculo Giselle, Anabela vê uma bailarina diferente dançando no palco. Ela é diferente demais - na verdade, é uma bailarina fantasma!


Com a ajuda de sua melhor amiga Luciana, Anabela tenta descobrir quem é essa bailarina e por que ela mora no teatro. Neste momento da história, começa uma volta ao passado e Clara, a bailarina fantasma, conta sua história. Ela pede ajuda à Anabela para resolver alguns "assuntos em aberto" do seu passado.


A história mistura ficção e realidade, já que o Theatro José de Alencar existe de fato e a empresa responsável pela sua construção é verídica. Além disso, a história foi inspirada em uma lenda urbana da cidade, pois muitos funcionários e artistas dizem já ter visto o fantasma de uma bailarina no teatro, sempre vestida de azul. Veja o relato da autora no book trailer abaixo.



Trata-se de uma história muito bonitinha, sobre um amor impossível e suas trágicas consequências, além de trazer essa coisa de fantasma que os adolescentes adoram. A linguagem do livro também é bem poética e permite diversas análises e reflexões, sobretudo relacionadas à conotação. O livro é composto por narrativas de momentos do presente, flashbacks do passado de Clara, trechos de diário e de jornais - outro aspecto interessante para ser analisado com alunos e alunas.


O único "porém" em relação a obra é que o casal de namorados "dorme junto" e, depois, a jovem Clara aparece grávida. O trecho é bem sutil (veja abaixo), não vejo problemas em lê-lo com adolescentes, mas achei melhor deixar esse aviso.

Clara e Gabriel não voltaram para casa naquela noite. As duas famílias sabiam exatamente onde eles estavam e não fizeram nada que pudesse atrapalhar aquela triste despedida. Os dois passaram a noite juntos. Dormiram no palco do teatro, abraçados, fazendo juras de amor e prometendo a vida um ao outro. (p. 133)

Desde 2019, a autora promete o lançamento do segundo livro da série, que se chamará "Ópera do medo" e será ambientado no Teatro Municipal de São Paulo, onde Marcelo será responsável por outra reforma. Como o livro ainda não foi lançado, acho que essa acaba virando uma ótima atividade de pós-leitura: que tal pedir aos seus alunos para escreverem um conto de suspense narrando uma história que se passa em alguma construção histórica e/ou cultural da sua cidade/estado? Pode ser um teatro, um museu, um centro cultural, um hospital, uma escola...


Enquanto procurava mais informações sobre a obra, descobri que a Gavulino Filmes está/estava trabalhando em uma adaptação do livro em filme/série (as informações divergem), mas não consegui descobrir se já foi lançada. Você pode ver um teaser dessa produção neste link.


Eu gostei muito do livro e pretendo adotá-lo para ler com os alunos do 7º ano. Acredito que ele também possa ser lido no 8º ano (mas bem no começo do ano letivo) e talvez no 6º ano (aí precisa avaliar esse trecho que salientei acima).

 

Na seção PARA LER NA ESCOLA, você vai sempre encontrar resenhas de livros literários (também conhecidos como paradidáticos) que são adequados para ler com os alunos do Ensino Fundamental 2. Também haverá sugestões de atividades, exercícios e temas que podem ser trabalhados com os alunos durante a leitura.

 

A BAILARINA FANTASMA

Socorro Acioli

Lançado em 2015, 192 p.

Editora Seguinte


Anabela mal podia conter a empolgação quando seu pai foi o arquiteto escolhido para coordenar uma obra no Theatro José de Alencar, em Fortaleza. A proposta era que aquela casa de espetáculos maravilhosa mantivesse as mesmas características de quando foi inaugurada há mais de um século, em 1910. Em pouco tempo vira rotina para Anabela passar as tardes naquele teatro antigo fazendo a lição de casa enquanto o pai trabalha. Mas essa reforma acaba desenterrando mistérios escondidos há muitos e muitos anos... Para a surpresa de Anabela, uma bailarina translúcida e vestida de azul aparece dançando no palco e passeando pelos corredores, perseguindo Anabela. O que será que ela está fazendo aliE E por que será que apenas a garota consegue enxergá-laQ Quem é essa bailarina e por que ela aparece


Indicado para: 7º e 8º anos

Temas: amadurecimento, conflitos da adolescência, cultura brasileira, ficção histórica.

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page